WELCOME TO KONE!

Are you interested in KONE as a corporate business or a career opportunity?

Corporate site

Would you like to find out more about the solutions available in your area, including the local contact information, on your respective KONE website?

Your suggested website is

United States

Go to your suggested website

Back to top

A explorar o potencial da urbanização

Henrik Ehrnrooth, Presidente e CEO da KONE Corporation, diz-nos como a KONE contribui para a criação de cidades habitáveis e sustentáveis em diferentes partes do mundo.

Q. O que significa a urbanização para a KONE?
A Nos próximos 15 anos, mais de mil milhões de pessoas vão mudar-se para as cidades. A Ásia-Pacífico vai ter um aumento de cerca de 350 milhões, com a África e o Médio Oriente a crescerem de igual modo. Tudo isto é sinónimo de uma taxa de crescimento global de cerca de 140 pessoas a cada minuto, o que é incrível. Na KONE, a nossa missão é melhorar o fluxo da vida urbana, para tornar as cidades num lugar melhor para se viver e para ajudar as pessoas a deslocarem-se convenientemente e em segurança nestes ambientes de rápida urbanização. A urbanização é importante para nós porque cria novas necessidades aos edifícios e às infraestruturas, aos níveis de vida acessíveis, ao mesmo tempo que resulta em sociedades ecoeficientes e sustentáveis. Ao compreender estas necessidades fundamentais de uma urbanização inteligente e ao focarmo-nos nos melhoramentos para as pessoas, nós acreditamos que conseguimos cumprir a nossa missão e criar mais valor para os nossos clientes e as pessoas que usufruem do nosso equipamento. .

Q: De que modo os vossos mercados na Europa e nos E.U.A. são diferentes das economias emergentes? A Existe uma nova onda de urbanização na Europa e nos E.U.A. impulsionada por duas mudanças específicas: uma população envelhecida e mudanças nas preferências das gerações mais novas. À medida que as pessoas envelhecem, elas mudam-se dos subúrbios para as cidades para ficarem mais próximas dos serviços. Aí podem aceder a serviços de saúde ou a lojas, ou usufruir dos transportes públicos, enquanto outras pessoas ficam mais tempo nas suas casas, o que significa que os seus edifícios têm de ter uma boa acessibilidade e as nossas soluções de fluxo de pessoas desempenham um papel importante nas suas vidas.

Há uma procura cada vez maior de casas para pessoas individuais nos E.U.A. e na Europa, uma vez que as pessoas vivem sozinhas durante mais tempo. As gerações mais jovens preferem agora viver nas cidades e, na maior parte das vezes, optam pelo transporte público em detrimento das suas próprias viaturas. Portanto, as escolhas estão a mudar e isso dita a natureza da urbanização.

Q. O que é primordial na gestão das complexidades de diferentes mercados?
A O mais importante é ter uma compreensão alargada das necessidades dos consumidores finais e clientes em cada um dos mercados. Por exemplo, os edifícios na Ásia são, em média, muito mais altos do que aqueles na Europa e na América do Norte, que são baixos. Isso requer soluções únicas na experiência do fluxo de pessoas, ao mesmo tempo que minimiza o consumo de energia. A nossa extensa rede em todo o mundo, com operações locais consolidadas, ajuda-nos a compreender o que está a acontecer nos mercados específicos e permite-nos efetuar devidamente os ajustamentos.

Q: Debate-se muito sobre como as cidades devem ser construídas, mas não há respostas evidentes. De que modo a KONE contribui para criar cidades sustentáveis?
A Na KONE, nós procuramos ver como podemos ajudar as cidades a crescer de forma sustentável e a melhorar a qualidade de vida das pessoas. Uma vez que os edifícios consomem muita energia no mundo, temos uma grande oportunidade de fornecer a melhor experiência de fluxo de pessoas e minimizar o consumo de energia. É isto que fazemos. Queremos que as cidades muito povoadas funcionem melhor. As nossas soluções são planeadas meticulosamente para assegurar que o fluxo de pessoas é contínuo, cómodo, agradável e, acima de tudo, seguro.

Q: A seu ver, quais serão os novos pontos de debate na história da urbanização?
A Mais adiante, haverá maior ênfase na diversidade. Será mais importante criar centros e ambientes urbanos que integrem as pessoas de diferentes cenários demográficos, grupos etários, etc. Outro ponto central será construir toda a economia da rede de infraestruturas – educação, cuidados de saúde e oportunidades de emprego – como parte do processo da boa urbanização.

Partilhe esta página