WELCOME TO KONE!

Are you interested in KONE as a corporate business or a career opportunity?

Corporate site

Would you like to find out more about the solutions available in your area, including the local contact information, on your respective KONE website?

Your suggested website is

United States

Go to your suggested website

Cookies

Usamos cookies para otimizar a funcionalidade do site e para lhe dar a melhor experiência possível enquanto navega no nosso site.Se você concordar com isso e aceitar todas as cookies, basta clicar no botão 'Aceitar'.Você também pode rever a nossa declaração de privacidade.

Back to top

Subir rumo ao futuro

Nas profundezas de uma mina de calcário em Tytyri, no sul da Finlândia, estão localizadas as instalações de investigação dedicadas a levar as máquinas a limites extremos. Descubra o que acontece lá e como.

Bem-vindo ao laboratório da KONE para soluções de edifícios altos. Localizado nas profundezas de uma mina, é nestas instalações que são testados os elevadores para os edifícios mais altos do mundo.

Este laboratório está operacional há mais de 20 anos, mas a KONE renovou recentemente as instalações para expandir as suas capacidades de teste.

As instalações de Tytyri possuem agora 11 caixas de elevador de teste com um comprimento combinado de, aproximadamente, 1,6 quilómetros ou uma milha. O que torna este laboratório único no mundo é o facto de que aqui os elevadores podem deslocar-se a uma altura superior a 300 metros, sendo que o ponto mais fundo da caixa de elevador de teste se encontra a 350 metros abaixo do solo.

"Para a KONE, é crucial desenvolver e testar as tecnologias de elevadores da próxima geração em Tytyri", afirma Sascha Brozek, Vice-Presidente Sénior, Unidade de Grandes Projetos da KONE.

Mas por que razão a distância de deslocação é algo tão importante nos testes dos elevadores para edifícios altos? Bem, porque todas as fases (aceleração, velocidade de deslocação e desaceleração) que ocorrem durante a deslocação do elevador têm de ser testadas. Isto não seria possível em caixas de elevador pequenas. Para atingir uma velocidade de deslocação elevada, a caixa de elevador tem de ter uma longa distância de deslocação. Com o comprimento das caixas de elevador de teste em Tytyri, os elevadores podem atingir convenientemente velocidades de 19 m/s. Isto permite a realização de uma série de testes sob condições reais.

MÁQUINAS EXTREMAS, DESEMPENHO EXTREMO

Veja o caso do inovador teste de queda livre da KONE. Recorre-se a este teste para testar os sistemas e mecanismos de segurança localizados no fundo, no topo ou em todos os quatro cantos da estrutura da cabina, dependendo da carga do elevador e da velocidade. Se o sistema eletrónico detetar que a cabina está a descer demasiado rápido, o mesmo bloqueia um calço de metal num canal nas guias ao longo dos quais o elevador se desloca. Gera-se fricção entre o calço e as guias, fazendo a cabina parar de forma cómoda.

Para testar esta funcionalidade, uma estrutura de elevador de 10.000 quilogramas é lançada numa caixa de elevador, com cerca de 200 metros de altura, a uma velocidade que atinge até 26 m/s, para ver se o respetivo equipamento de segurança consegue pará-la com sucesso. Isto é o equivalente a travar um automóvel que se desloca a 90 km/h, na esperança de que este pare antes de embater na parede. Em Tytyri, na Finlândia, o sistema pode ser testado de formas que mais ninguém consegue, permitindo ir até aos limites mais extremos.

"O desempenho da qualidade e a segurança são as prioridades máximas da KONE, e garantimos que cada nova tecnologia é testada sob condições extremas", afirma Brozek.

São testados outros elementos nas instalações, tais como o conforto no percurso, a aceleração, a desaceleração e os travões, e são realizados testes de quilometragem e de velocidade.

ONDE A ALTA TECNOLOGIA SE ENCONTRA COM AS APLICAÇÕES DO MUNDO REAL

É nestas instalações que a KONE também testa as suas tecnologias revolucionárias – o KONE UltraRope®, o cabo composto superleve que elimina as desvantagens dos existentes cabos de aço, permitindo que os futuros elevadores possam deslocar-se a alturas que atingem 1.000 metros. Esta fantástica tecnologia é aqui submetida à prova para assegurar que ela consegue suportar os efeitos ambientais e a fricção.

"As recentes inovações, tais como os elevadores de alta velocidade da KONE ou o KONE UltraRope®, foram validadas aqui, e os nossos clientes que usam esta tecnologia – Jeddah Tower, China Zun ou Marina Bay Sands, apenas para referir apenas alguns – visitaram Tytyri e conseguiram ver as tecnologias em ação", acrescenta Brozek.

É óbvio que a KONE está a moldar o futuro dos edifícios altos em vários pontos do planeta. E a ironia prende-se com o facto de estas inovadoras tecnologias para edifícios altos virem de um país sem edifícios altos. Com as suas inovadoras tecnologias e sistemas de monitorização remota, a KONE está a expandir novos limites verticais.

Partilhe esta página