WELCOME TO KONE!

Are you interested in KONE as a corporate business or a career opportunity?

Corporate site

Would you like to find out more about the solutions available in your area, including the local contact information, on your respective KONE website?

Your suggested website is

United States

Go to your suggested website

Cookies

Usamos cookies para otimizar a funcionalidade do site e para lhe dar a melhor experiência possível enquanto navega no nosso site.Se você concordar com isso e aceitar todas as cookies, basta clicar no botão 'Aceitar'.Você também pode rever a nossa declaração de privacidade.

Back to top

Celebrar o dragão

Uma relação de 20 anos tem um charme e um mistério muito próprios, e a presença da KONE na China, durante duas décadas, é o testemunho desta química.

Celebrating the dragon
Uma sexta-feira típica na KONE China: mais de 4.000 estaleiros de construção

Perguntem a William Johnson como é uma sexta-feira típica na KONE China, e a sua resposta vai impressioná-lo. "Registamos entre 400 a 600 encomendas de elevadores, trabalhamos em mais de 4.000 estaleiros de construção, expedimos mais de 9.000 embalagens de elevadores – com peças e componentes – em toda a China, e realizamos mais de 22.000 visitas de assistência" afirma, ao ilustrar a enorme expansão do negócio no mercado chinês.

"Nos últimos 10 anos, foram instalados na China mais de 2,6 milhões de novas unidades de elevadores, ou seja, mais do que o dobro na Europa e Médio Oriente e dez vezes mais do que na América do Norte na última década", afirma Johnson, Vice-Presidente Executivo para a Grande China. Não admira que a China seja o único grande mercado de novos elevadores e escadas rolantes e que representa dois terços dos volumes de mercado globais de equipamento novo da KONE.

Dos modestos primórdios a uma torre de testes de excelência

A ascensão da KONE na China não foi fácil. A empresa começou com uma modesta taxa de crescimento e levou quase 10 anos a passar de zero encomendas para 5.000 encomendas por ano. A recessão entrou em 2004-2005, coincidindo com o momento da integração de Johnson na empresa. O crescimento da KONE foi suportado por investimentos pontuais na sua rede de fornecimento e capacidades de Investigação e Desenvolvimento.

A sua primeira fábrica, aberta em 1998 num local em Kunshan, mudou em 2012 para o Parque da KONE em Kunshan. Tornou-se numa das maiores unidades de produção do mundo e na mais moderna fábrica de elevadores e escadas rolantes. Enquanto as suas três fábricas de elevadores fabricavam cabinas de elevadores, produtos de eletrificação de elevadores e motores para elevadores, a sua fábrica de escadas rolantes fabricava tanto escadas rolantes comerciais e robustas como tapetes rolantes horizontais e inclinados.

Agora, também aloja uma novíssima torre de testes, onde as inovações das construções em altura são sujeitas a rigorosos testes. Este gémeo asiático do laboratório da KONE para soluções de edifícios altos, em Tytyri, na Finlândia, impulsiona significativamente a agilidade da KONE devido à sua localização geográfica.

Urbanização e renovação urbana

Celebrating the dragon
Legenda: O crescimento da KONE na China é suportado pela urbanização

Atualmente, negócio da KONE na China é suportado pela urbanização contínua. Entre 2015 e 2025, espera-se que mais de 160 milhões de pessoas se mudem para as cidades na China. Johnson, que passou a maior parte da sua vida na China, vê uma grande oportunidade nestes números. "Os trabalhadores nas cidades urbanas ainda não trouxeram as suas famílias, o que provavelmente virá a acontecer nos próximos 10 anos", explica.

Johnson tem também noção das renovações de edifícios em centros urbanos. "A vida útil dos elevadores na China é ligeiramente mais curta do que noutros países industriais porque a utilização é muito elevada", afirma "Durante muitos anos, os edifícios tinham elevadores a menos. Um edifício com 24 pisos tinha apenas 2 elevadores que eram excessivamente utilizados", afirma ao comparar com um edifício atual de 24 pisos que tem, no mínimo, 3 a 4 elevadores. O equipamento chinês envelhecido abre portas ao crescimento da manutenção e modernização verticais da KONE.

Para além da urbanização e da renovação urbana, a ascensão da classe média é outro fator impulsionador principal do crescimento na China. À medida que os níveis de vida aumentam, aumentam também as expetativas das pessoas em terem casas mais bem equipadas. O efeito de flutuação destas tendências leva a um aumento do número de elevadores com serviços aperfeiçoados.

Ventos de mudança

A KONE está otimista em relação ao futuro na China, apesar de uma desaceleração no país comparativamente com as elevadas taxas anteriores do crescimento económico. Em 2015, pela primeira vez numa década, o mercado chinês de equipamentos novos registou uma quebra. Mas, para enfrentar a recessão e continuar a ser a empresa líder na China, a KONE está a investir muito na competitividade dos seus produtos, nas capacidades de serviço, na tecnologia e, mais importante ainda, na formação da sua mão de obra. A sua forte estratégia de marca dupla – KONE e Giant KONE – acoplada a uma vasta rede funciona também a seu favor.

Apesar das difíceis condições de mercado, a KONE recebeu muitas encomendas impressionantes, tais como para infraestruturas China Zun, Lanzhou International Commercial Trade Center e Gaosu Binhu Time Square, entre outras, na China. Isto explica por que razão a equipa de Johnson tem uma sexta-feira cheia de ação.

Partilhe esta página